Postagens populares

Dois palitos

Você está no restaurante com uma criança?
Ou você é criança e não aguenta mais ficar no restaurante?
Então pegue 4 palitos, um pedacinho de papel e faça esta brincadeira.




Agora veja uma brincadeira para fazer com um guardanapo.
Coelho de guardanapo

Teatro no ônibus

No próximo domingo, 19 de março, e também no seguinte, 26 de março, tem uma ótima dica para quem mora ou está em São Paulo:
assistir à peça "Mamulengo", dentro de um ônibus que virou teatro e anda por aí, espalhando cultura e diversão.
Os personagens são bonecos típicos de Pernambuco, chamados "mamulengos". Dizem que este nome vem de "mão molenga". É que precisa de muita habilidade para que os bonecos pareçam até de verdade! São mais de 40 neste espetáculo. Esta é uma das 11 peças do repertório do projeto BuZum!, que existe há 6 anos e já rodou mais de 200 mil quilômetros por aí!

Não perca essa viagem!
Entrada gratuita. Veja aqui o convite feito pela diretora do BuZum!, Mari Gutierrez:


BuZum! apresenta Mamulengo no MIS-SP
Dias 19 e 26 de março de 2017 (domingos)
Horários: 10h30, 11h30, 12h, 14h, 14h30, 15h30, 16h30
Retirada de senha no local com 1h de antecedência
Entrada Franca
Classificação: Livre
Capacidade: 40 pessoas por sessão

MIS - Museu da Imagem e do Som
Av. Europa, 158 – Jardim Europa


Em abril, o BuZum! vai para outras cidades de São Paulo e Paraná.
Veja aqui.

Borboletas mil


Você sabia que existem borboletas que vivem apenas dois dias e outras até três meses? 
Se você gosta de borboletas e mora perto de São Paulo, aqui vai uma dica: o Borboletário Águias da Serra. Lá você vai saber tudo sobre o assunto, num lugar cheio de natureza por todos os lados. Fica num parque que faz parte da mata atlântica.
Se quiser, uma borboleta pode até pousar no seu dedo. É só pedir que os monitores coloquem um tipo de suquinho no dedo para isso acontecer. 


Veja os preços dos ingressos e outras informações no site.

Borboletário Águias da Serra


video



Histórias de pano


Um grupo de mulheres se juntou para ajudar no sustento de suas famílias e assim nasceu o  Movimento de Mulheres . O que elas fazem? Costuram produtos muito bonitinhos para crianças.

Um exemplo é o livro-cobertorzinho. Dobrado, ele se transforma num livrinho infantil e, ainda por cima, é a criança que inventa a história, grudando as figuras (também de pano), nas páginas. 

Então surgiu o livro de pano. As costureiras fazem bonequinhos e figuras de tecido. E estas figuras podem ser fixadas nas páginas do jeito que a criança quiser. Assim, ela ou um adulto vai inventando histórias, na hora de dormir.

Que ideia mais bonitinha, não é mesmo?

Bebendo na Chuva


Existe um filme muito famoso que se chama "Dançando na Chuva".
Mas aqui temos o "Bebendo na Chuva", graças a um invento muito interessante.
Olha só. A água da chuva é filtrada no cabo e já sai numa garrafinha.
O nome do invento é "FilterBrella", mistura de "filtro" + "guarda-chuva", em inglês.

Um lustre de pratos quebrados


O nome deste lustre é muito engraçado: "Porca Miseria". Seria como dizer "Mas que droga!" em italiano. Algo que a gente fala quando quebra uma coisa.
Neste caso, os pedaços de pratos e louças viraram um objeto muito bonito de se olhar. E útil também.
Quem criou este e muitos outros tipos de luminárias diferentes foi o designer alemão Ingo Maurer. Ele ganhou vários prêmios pelo seu trabalho.

O pai de Ingo era pescador. Veja só a luminária que ele criou com rede de pesca e pequenas lâmpadas.

Se você quiser saber mais sobre Ingo Maurer,
clique aqui.

Roupa de batata?


Olha só que coisa diferente e bonita!

Uma desenhista de moda chamada Gretchen Roehrs resolveu usar os legumes e frutas de sua geladeira para inventar roupas.
Ela começa suas criações com tinta nanquim preta e depois completa com roupas lindas formadas por cascas de banana, vagens... e outros produtos da natureza.


Veja só!



Bi, bi! Fóm, fóm! O teatro chegou!

Será que dá pra fazer um teatro dentro de um ônibus? 
Sim! Olha só!

Este teatro que anda, já percorreu 200 mil quilômetros e se apresentou em, pelo menos, 250 cidades do Brasil.
Tudo começou em 2010, quando Beto Andreatta, Jackson Íris e Mari Gutierrez resolveram usar um ônibus para levar peças infantis para escolas e lugares distantes. Desde então, já foram mais de 6 mil apresentações, em lugares variados como aldeias indígenas, parques e escolas.
Quando você entra neste ônibus pintado de verde, esquece até onde está. Lá dentro, tem o cenário, a iluminação, o som... e até ar condicionado. Quando começa a peça, então, que maravilha! A gente viaja sem sair do lugar!
Desde que começou a rodar o BuZum!, já foram mais de 6.000 apresentações, incluindo aldeias indígenas, parques, escolas públicas, comunidades...

Leia mais aqui, na matéria de Natália Pesciotta, feita para o portal "Avosidade":

O site do BuZum



Embatucadores


Passeando num domingo de sol na Av. Paulista, São Paulo, olha só o que encontramos. Os EMBATUCADORES! Embatucando seus instrumentos feitos de sucata, com coreografias e muita simpatia. Este é um projeto que começou em 2003 numa escola pública chamada Flamínio Fávero. Foi ideia do professor Rafael Rip. Palmas pra ele. E pra toda turma!

Instrumentos dos Embatucadores: colheres, baldes, cabos de vassoura, mesas, tubos de PVC... e o próprio corpo.

Que tal fazer igual na sua escola? 

Veja mais
  
Embatucadores no Face




Pula, pula, canguru!


Na cidade de Sidney, Austrália, você pode ver um canguru bem de pertinho assim. Este filminho foi feito num parque da cidade. É só oferecer algum petisco que ele vem comer na sua mão. Os cangurus são os únicos animais de grande porte que se locomovem com saltos. Eles comem frutas e vegetais. Existem várias espécies: algumas mais mansas, outras nem tanto. 
Os cangurus são da família dos marsupiais. "Marsúpio" é o nome da bolsa que a fêmea tem, onde carrega seu filhotinho enquanto ele ainda é muito pequeno.